Associação da beterraba no exercício

beterraba-treino

Ótima postagem do @eduardomarinho08

No exercício em indivíduos saudáveis são vários estudos que mostraram que a intervenção do grupo controle com beterraba sobre melhora em parâmetros do exercício como:

👉Maior absorção pulmonar de oxigênio (O2) (Bailey et al, 2009)

👉Redução no gasto de O2, PA sistólica e diastólica (Vanhatalo et al, 2010; Lansley et al, 2011; Bond et al, 2013);

👉Redução do tempo de teste (time Trial de 10 km) em um exercício submáximo de ciclismo (Cermak, van Loon & Gibala, 2012);

👉Aumento significativo no tempo de apnéia em mergulhadores treinados (Ergan et al, 2012);

👉Melhora no desempenho em testes de repetições máximas de 500m no remo simulando uma prova (Bond, Morton & Braakhuis, 2012; Peeling et al, 2015);

👉Maior fluxo sanguíneo periférico e oxigenação para os tecidos simulando ambiente em hipóxia (Vanhatalo et al, 2011; Martin et al, 2013);

👉Redução no gasto de fosfo-creatina (PCr) (Fulford et al, 2013)

👉Aumento da resistência durante um exercício em intensidade elevada (Kelly et al, 2013; Thompson et al, 2014).

Em uma recente revisão de uma das referências no assunto, Andrew Jones, destacou que “a suplementação dietética nitrato parece representar uma nova abordagem promissora para melhorar aspectos da resposta fisiológica ao exercício, tais como a eficiência muscular e oxigenação, que pode aumentar o desempenho” (Jones, 2014). E muitos outros estudos provam isso!

E porque só se fala de Dilatex, NanoVapor, Arginina e uma série de suplementos que prometem muito e não cumprem?

Acredito que o lobby da indústria de suplementos também não quer que você saiba, não é verdade? Pare de gastar com o que não precisa;) Procure logo um profissional de nutrição.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *