Como escolher meu pão integral?

pão integral

SEU PÃO REALMENTE É INTEGRAL?

A maioria dos produtos que se dizem “integrais”, não são.
As indústrias se aproveitam da ingenuidade dos consumidores e rotulam muitos alimentos como “integrais”. Infelizmente no Brasil, as indústrias tem essa liberdade de rotular como “integral” qualquer produto que contenha farinha de trigo integral. Conter farinha de trigo integral, não torna um alimento integral.

Segundo a ANVISA (Assistência Nacional de Vigilância Sanitária), os ingredientes dos alimentos aparecem na ordem decrescente de quantidade. Portanto um pão verdadeiramente integral, deve ter como primeiro ingrediente a farinha de trigo integral.
Diante de uma variedade de marcas que propagam seus produtos como integrais, é preciso estar atento aos rótulos, para fazer uma boa escolha. Toda vez que na lista de ingredientes do pão, tiver farinha de trigo enriquecida com ácido fólico (farinha branca), descarte a possibilidade de ser um pão integral. Consuma pães feitos 100% com farinha integral. 

COMO ESCOLHER MEU PÃO INTEGRAL?

1- Não deve conter farinha branca
2- Deve conter pouco sódio
3- Escolha um pão sem açúcar, ou no máximo com açúcar mascavo
4- Prefira um pão com grãos (centeio, gergelim, linhaça, aveia, cevada)
5- Deve ter um baixo teor de gordura (saturada e trans)
6- Prefira um pão sem glúten

*Qual a diferença da farinha branca para farinha integral?

” – Na farinha branca (farinha refinada), os grãos de trigo são moídos e ficam bem fininhos enquanto que na farinha integral os grãos são mais preservados e suas fibras também. Quanto mais refinada for a farinha de trigo, menos fibras ela tem.” 
Essas informações sobre os pães integrais, servem para todos os alimentos integrais (bolos, torradas, biscoitos).
Que tal dar uma olhadinha no rótulo do seu pão e conferir se ele é mesmo integral?

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. kleber disse:

    Bom dia, referente a matéria de “Como escolher meu pão integral?”, porque que o ideal é escolher um pão sem glúten!!?? Sabendo-se que esta proteína é alérgica para os celíacos, e que hoje consumidores possam ter intolerância a mesma…mas, quais são os riscos de consumo desta proteína e o que pode ocasionar para pessoas saudáveis?

    • nutripaladar disse:

      Olá Kleber! O glúten não é uma proteína essencial para o organismo, pelo contrário, é uma proteína de difícil digestão. É um dos principais fatores inflamatórios da atualidade e a retirada dele da alimentação, pode ser a solução para problemas como dores de cabeça, coriza nasal, distensão abdominal, inchaço nos dedos, constipação, entre outros problemas. As pessoas que não tem a doença celíaca, tem um grau de intolerância ao glúten, só que esse grau de reação varia de pessoa para pessoa. O consumo do glúten pode inflamar o seu intestino e você não apresentar sintomas aparentes, mas seu organismo não está bem. Essa questão dos graus de intolerância de um individuo para outro, vem desafiando o conhecimento científico há muito tempo devido à sua apresentação clínica variada. Uma coisa é certa, a retirada gradativa do glúten é um passo para promoção da saúde. Espero ter ajudado!

  2. Larissa disse:

    E sobre os aditivos alimentares? Nenhum comentário?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *